quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Dieta detox ou de desintoxicação, saiba mais!

A dieta detox ou dieta de desintoxicação não é, e não deve ser uma dieta líquida e restrita em calorias.
O processo de desintoxicação é natural ao nosso organismo e acontece diariamente. Ele não mais é que a metabolização de toxinas ou medicamentos que serão eliminados pela urina, fezes, suor ou bile.
Para que esse processo ocorra adequadamente nosso organismo utiliza inúmeros nutrientes, e a falta do consumo dos alimentos fontes nos deixa propensos a deficiências que geram menor eliminação de xenobióticos (substâncias tóxicas que consumimos no nosso dia a dia e nem nos damos conta), o que nos causa desequilíbrios metabólicos e hormonais.
Normalmente o objetivo principal da dieta de desintoxicação seja eliminas as toxinas, ela pode e vai contribuir para a perda de peso, caso a pessoa esteja acima do peso saudável, uma vez que o acúmulo de toxinas nas células de gordura dificulta a perda de massa gorda.

É um período onde você consumirá apenas alimentos saudáveis, o que facilitará muito a perda de kilos extras!

Atitudes que você deve repetir durante o período detox por favorecer esse processo:
- Ingerir líquidos leves e alcalinizantes (água mineral, shot de limão, água de coco fresca).
- Exercício físico diário (preferência aeróbico).
- Esfoliação diária antes do banho.
- Drenagem linfática – seguida de 30 minutos de exercício ou jejum de 2 horas.
- Consumo de chás detoxicantes e termogênicos durante o dia e 1 xícara de chá de tranquilizantes antes de deitar.
- Evitar ao máximo exposição de toxinas, como agrotóxicos (consumir alimentos orgânicos), produtos de limpeza e beleza, tinturas de cabelo.
- Procurar não se estressar em excesso durante o período (pensamentos tóxicos não são bem vindos).
- Dormir cedo.

Alimentos que devem ser evitados durante este período (lembrando que varia de pessoa para pessoa e a retirada deve ser feito pelo nutricionista, que será capaz de montar um cardápio equilibrado e prescrever suplementos quando necessário):
- Carnes.
- Alimentos refinados.
- Produtos com açúcar, leite e derivados.
- Sal e cafeína.
- Bebidas alcoólicas.
- Manteiga, margarina, maionese.
- Refrigerantes e sucos de caixinha.

Lista de alimentos utilizados no período detox:
Sementes (abóbora, gergelim, linhaça, girassol).
- Alho e cebola.
- Frutas, verduras, hortaliças.
- Ovos caipira.
- Peixes pequenos.
- Brócolis, couve, couve-flor, repolho, brotos.
- Chá verde, de dente de leão, de menta, camomila e hibiscos.
- Especiarias e ervas: alecrim, cúrcuma, gengibre.
- Ameixa umeboshi (1/dia – aquela amarguinha sabe?).
- Oleaginosas.
- Azeite e óleo vegetais prensados a frio.

Gostou?
Procure um nutricionista em sua cidade e dê início a uma reeducação alimentar e a um período de dieta detox com acompanhamento, para sentir os benefícios!

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Goji Berry - muitos benefícios!

Goji é o nome dos frutos da planta Lycium barbarum. Ao goji são atribuídas muitas propriedades pois é uma fruta rica em aminoácidos.
A planta é originária das montanhas do Tibete.
Algumas de suas características são:
  • Contém 19 aminoácidos, que ajudam a formar as proteínas, incluindo os oito que são essenciais para a vida.
  • Contém 21 minerais vestigiais, incluindo germânio – considerado em estudos como tendo atividade anti-cancerígena..
  • Contém o espectro completo de carotenóides antioxidantes, incluindo beta-caroteno (maior concentração que a cenoura) e zeaxantina (protetor dos olhos). O goji é a maior fonte de carotenóides conhecida.
  • Contém 2500 mg de vitamina C por 100 gramas da fruta.
  • Contém beta-sisterol, com função anti-inflamatória, que ajuda também equilibrar os níveis de colesterol e pode ser usado no tratamento de impotência sexual e equilíbrio da próstata.
  • Contém ácidos graxos essenciais, que são necessários para síntese de hormônios (hormonas) e regula o funcionamento do cérebro e sistema nervoso.
  • Contém cyperone, um fito-nutriente que traz benefícios ao coração e à pressão sanguínea.
  • Contém fisalina, usado nos transtornos da hepatite B.
  • Contém betaína, usado pelo fígado para produzir colina. A betaína promove grupos metil com reações energéticas no corpo, ajuda a reduzir o nível de homocisteína, um fator de risco em problemas cardíacos, protege a célula em nível de DNA.
  • Contém também uma fonte de elemento essencial à dilatação dos vasos sanguíneos e ao bom funcionamento do sistema circulatório em geral.

Aqui em Macaé encontrei em cápsulas (o que não recomendo muito pois 1 cápsula comporta 1 g no máximo e nem sempre terá só Goji, muitas delas vem com extrato de acerola e outras substâncias também) e em fruta desidratada, que foi o que mais gostei!

O sabor é suave e no final tem um leve amargor. O valor está em média R$ 25,00 cada 100g.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Não comer carboidrato pode aumentar sua glicose

Segundo estudo realizado no Brasil e recém publicado, o consumo de dietas que reduzem demais o teor de carboidratos no período noturno e priorizam o consumo de proteínas, tendem a reduzir o seu metabolismo, aumentando o risco de ganho de peso

Além disso, o grupo que seguiu a dieta que continha cerca de 43% de proteína no jantar, teve aumento da glicemia e da insulina de jejum, demonstrando maior tendência a intolerância a glicose, resistência a insulina, portanto risco maior de diabetes. Um dado muito importante é que as pessoas do estudo foram submetidas a dietas hipocalóricas, coisa bem comum de acontecer no dia a dia das pessoas, que desejam perda de peso, e só querem comer proteínas durante a noite. 

Concluindo: 2 meses nestas dietas podem lhe deixar mais diabético! Fique atento! Procure orientação nutricional de quem está atualizado com a ciência. Você não precisa deixar de comer carboidratos a noite, mas o quanto, que tipo, com o quê ele deve ser associado, são perguntas que o seu nutricionista poderá responder.

Artigo:  Eur J Nutr. 2013 Feb 7. [Epub ahead of print] Eating carbohydrate mostly at lunch and protein mostly at dinner within a covert hypocaloricdiet influences morning glucose homeostasis in overweight/obese men. Alves RDde Oliveira FCHermsdorff HHAbete I,Zulet MAMartínez JABressan J.

Fonte: Blog do Nutricionista Henrique Freire.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Maçã: protege nosso coração e saúde

Extra extra!!

A maçã, fruta comum no nosso dia a dia protege nosso coração!

É o que dizem pesquisadores da Universidade de Ohio (EUA), que constataram que pessoas que comeram a fruta diariamente por quatro semanas apresentaram queda nos níveis do colesterol ruim, o LDL, responsável pelo endurecimento das artérias.

Diversos estudos mostram que a maçã possui em sua composição uma vasta variedade de nutrientes (vitaminas do complexo B, C e E), potássio, fibras, flavonoides (substâncias que agem como antioxidantes combatendo os radicais livres que podem danificar o DNA). Isso faz com que ela se torne um alimento com possível propriedade funcional, pois com essa composição ela tem propriedades que irão facilitar a digestão, controlar os níveis de colesterol, diminuindo o surgimento de alergias e irritações, além de auxiliar na prevenção de certos tipos de câncer, na diminuição do apetite, e no retardo do envelhecimento precoce, bem como ajudar no processo de emagrecimento.

Pesquisas também têm mostrado que os flavonoides presentes na maçã ajudam a proteger o organismo contra doenças coronárias e contra o câncer.


Um desses flavonoides presentes na maçã é a quercetina, que ajuda a diminuir a formação de radicais livres e por possuir pectina (uma fibra solúvel que ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue) contribui para a redução dos níveis colesterol LDL e manutenção dos níveis glicêmicos, além de possuir frutose (açúcar presente nas frutas e mel) que é absorvida lentamente pelo organismo, o que evita o aumento do nível de glicose no sangue de forma acentuada. Por essas e outras razões, ela ajuda no processo de emagrecimento. Pelo fato da maçã ser um alimento rico em fibras, acaba contribuindo no aumento da saciedade e também tem importante função no tratamento e prevenção das doenças cardiovasculares.

No caso das fibras, elas fazem uma “faxina”, envitando deposição de alimentos no intestino. O ideal é que a maçã seja consumida com a casca, mas antes tem que ser bem lavada. Fazendo assim, serão ingeridas as vitaminas, minerais e fibras presentes nessa fruta que irão contribuir para uma melhora do peristaltismo (série de contrações musculares que ajudam a movimentar o alimento pelo trato gastrointestinal), facilitando assim o processo de digestão e tornando a eliminação fecal mais fácil e rápida, diminuindo o risco de  aparecimento de hemorroidas, diverticulites, fissuras e câncer de cólon.

Outro benefício que a maçã pode proporcionar é uma melhora nas atividades do cérebro, pois também possui em sua composição uma substância chamada ácido fosfórico, que pode ajudar a combater a perda de memória, prevenindo assim um aumento de danos por oxidação dos tecidos cerebrais.

A pirâmide alimentar recomenda o consumo de 2 a 4 porções de fruta ao dia, mas isso não quer dizer que temos que comer de 2 a 4 maçãs por dia, pois o consumo isolado de um alimento não fornecerá todos os nutrientes que nosso organismo necessita para seu funcionamento normal. É preciso variar as frutas que são consumidas diariamente.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Batata Yacón - os diabéticos agradecem!


Já falei aqui sobre alimentos que auxiliam no controle da glicemia, no entanto, tem um deles que eu nunca tinha provado, por nunca ter achado para comprar aqui em Macaé.

Mas hoje achei a bendita batata yacón no hortifruti e já provei!

Comi ela crua, descascada e fatiada fininho, junto com a salada no jantar. Ela tem um sabor suave e levemente adocicado, lembra pera.

Mas vamos aos benefícios:
- O carboidrato encontrado nesta batata é um prebiótico intestinal (estimula a produção de bactérias boas no intestino), prevenindo a disbiose intestinal.

- Diminui o a síntese de carcinógenos, de risco de câncer de cólon e de infecções bacterianas.

- Previne diarreias, já que seus produtos de fermentação suprimem a atividade de outras bactérias como Escherichia coli, Streptococcus fecalis e proteus, além de atuar também no aumento do bolo fecal no intestino e com a diminuição do pH local, acaba favorecendo o aumento da absorção de minerais, prevenindo osteoporose, inchaço, câimbras e por fim, prevenindo a hipertensão arterial.

Específica para Diabéticos:

Estudos têm demonstrado que após o consumo dessa batata há uma diminuição nos níveis de açúcar do sangue. Isso acontece porque diferente da maioria dos tubérculos, a yacón é composta principalmente por inulina ao invés do amido, e este carboidrato realmente diminui os níveis de glicemia e de insulina no sangue.

Uma dica para utilizar seria adicionar um pedaço diariamente ao suco natural. Isso faz com que o suco tenha uma carga glicêmica menor, liberando menos insulina, ajudando no emagrecimento e na prevenção de diabetes.

Experimente!!

quinta-feira, 28 de março de 2013

O que é que o Gengibre tem?


O gengibre (Zingiber officinale) pertence à família Zingiberaceae. As plantas desta família, em geral, apresentam grandes quantidades de fitoquímicos e no caso específico do gengibre, os compostos responsáveis pela pungência (ardência) são principalmente os gingeróis, considerados os principais compostos bioativos de alimentos dessa espécie. Esses compostos, principalmente o 6-gingerol, são os componentes mais ativos, que se destaca por sua atividade antioxidante.

De maneira geral, os estudos científicos têm demonstrado que o gengibre possui propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, antioxidantes, hipoglicemiantes, hepatoprotetora, hipocolesterolêmica, 
anti-inflamatória e analgésica.

Diversos compostos presentes no gengibre possuem atividade antitumorigênicas também. Estudos realizados in vitro e in vivo demonstraram que o gengibre e seus compostos isolados podem ser eficazes no controle do câncer gástrico, coloretal, ovário, fígado e da pele.

O gengibre também tem sido considerado efetivo para o tratamento de náuseas e vômitos associados com a quimioterapia e na gestação.

Gostou? Agora como usar no dia a dia: adicione uma lasquinha sempre que for bater sucos no liquidificador (mesmo os de polpa - simmm polpa é fruta gente! Prático e saudável!) e gengibre fica delicioso no tempero de carnes e legumes! 

sexta-feira, 1 de março de 2013

Chá para a beleza!

Você já ouviu falar do hibiscus?

O chá dessa planta tem efeito diurético, ajudando a evitar a retenção excessiva de líquidos.

E hoje no mercado temos várias opções que levam esta planta na composição. Inclusive um deles leva de amora e rosa mosqueta. 

Todos com alto poder antioxidante e garantindo o funcionamento adequado das células.

Uma ótima opção para dar saciedade no meio da tarde ou na ceia! Tem um gosto saboroso e não precisa adoçar! Vamos provar?


Fonte: Acta Biochim Pol. 2012;59(1):129-32. Epub 2012 Mar 17. Carotenoid composition and in vitro pharmacological activity of rose hips.
Diuretic effect of compounds from Hibiscus sabdariffa by modulation of the aldosterone activity. Planta Med. 2012 Dec;78(18).